Ícone de Linguagem

Escolha sua língua / Choose your language / Elija su idioma

Português English Español

Rio de Janeiro, 23 de maro de 2017 21h04

Jogos Rio 2016

Rio Media Center

Comunidades em Anchieta e Realengo recebem Escolas do Amanhã com nomes de campeões olímpicos de vôlei

23/09/2016, às 17:35

Foto: Ricardo Cassiano
EDI_MAURICIO02Foto: Ricardo Cassiano
Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO01Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO02Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO03Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO04Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO05Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO06Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO07Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO08Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO09Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO10Foto: Ricardo Cassiano
EDI_SERGIO11Foto: Ricardo Cassiano

A Prefeitura do Rio entregou, na manhã desta sexta-feira (23/09), mais duas Escolas do Amanhã em comunidades carentes da cidade: os Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) Medalhista Olímpico Maurício Luiz de Souza, no Az de Ouro, em Anchieta, na Zona Norte, e Medalhista Olímpico Sérgio Dutra Santos, no Batan, em Realengo, na Zona Oeste. As duas unidades de ensino atenderão 300 crianças cada, da creche à pré-escola, em horário integral. O nome dos EDIs é uma homenagem a dois atletas da seleção brasileira de vôlei, que conquistou medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

 

Construídos pela Fábrica de Escolas do Amanhã, os EDIs atenderão crianças de seis meses a 5 anos e 11 meses. As novas unidades de Educação da cidade contam com salas de atividades, berçários, bibliotecas, parquinho, solário e refeitório. Esse novo modelo de educação para a primeira infância proporciona aprendizagem e desenvolvimento em espaços criados especialmente para as crianças, com materiais e livros apropriados, além de professores de Educação Infantil e educadores especializados.

 

Moradora da comunidade Az de Ouro desde que nasceu, há 34 anos, a auxiliar de enfermagem Rosália de Souza comemorava o ingresso da filha Geovana, 4, no EDI Medalhista Olímpico Maurício Luiz de Souza, onde já curtia o parquinho. Com sorriso estampado no rosto, a menina chamava a atenção da mãe e gritava a todo momento: “Mãe, estou adorando minha escola nova!”.

 

“Minha filha estudava em escola particular, mas com esse EDI perto da minha casa não tinha como não tentar uma vaga aqui. As professoras são ótimas e muitas educadoras são daqui da comunidade. Isso traz mais tranquilidade e segurança para os pais”, disse Rosália.

 

Na comunidade do Batan, a dona de casa Rosemeri Souza, 40 anos, também estava confiante com o EDI Medalhista Olímpico Sérgio Dutra Santos, onde seu filho Welinton, 3, vai estudar pela primeira vez: “Não tenho dúvida de que essa escola vai ajudar meu filho a se desenvolver e ter um futuro legal. Com ele aqui, vou poder correr atrás de um emprego”.

 

Além destes dois EDIs, outras 15 unidades de ensino, 13 com nomes de atletas olímpicos e duas de atletas paralímpicos, já foram entregues à população. A ideia de homenagear os medalhistas do Brasil nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 tem como objetivo reconhecer o esforço e a superação dos atletas brasileiros, além de incentivar as novas gerações.